Escapamento

Os sistemas de exaustão (escapamento) são produzidos dentro das mais criteriosas normas técnicas e padrões de qualidade, para assim oferecer a você produtos que auxiliam no combate a poluição sonora e atmosférica, melhorando a qualidade de vida.

A emissão de gases tóxicos por veículos automotores é a maior fonte de poluição atmosférica nas grandes cidades, sendo responsável por até 40% da poluição do ar, provocada por gases.

O problema se agrava com o crescimento do número de veículos nas ruas.

Principais Funções

  • Liberação eficiente dos gases resultantes da combustão
  • Redução dos ruídos resultantes da explosão
  • Auxilio na vida útil do motor
  • Controle e economia de combustível
  • Redução da emissão de poluentes

Vítimas de buracos e lombadas, o sistema de exaustão, composto por tubo motor, silencioso intermediário, silencioso traseiro, abraçadeiras, juntas, suportes de borrachas ou coxins e catalisador, requer atenção dos reparadores no momento da troca de todos os componentes. “Inicialmente, o mecânico deve observar se há ruídos e, em seguida, fazer uma verificação visual e manual em todo o sistema de exaustão”. Nesta ocasião, é hora de verificar se há corrosões, furos, batidas, amassados, possíveis vazamentos em pontos de soldas, trincas e outras avarias. Já no exame realizado com o dorso da mão, o reparador deve dar umas batidinhas no sistema para averiguar se não há resíduos de catalisador dentro do silencioso.

O sistema de escapamento deve ser verificado a cada 20 mil quilômetros na GrandPneus.

Outro componente importante do escapamento é o CATALISADOR, componente do sistema de exaustão responsável por converter os gases poluentes em não poluentes através de reações químicas. Ao contrário do que se diz, o catalisador não reduz a potência do motor e o odor (mau cheiro) é resultante da regulagem incorreta do sistema de alimentação de combustível.